sábado, 17 de agosto de 2013

Mais uma de amor

"Não importa o que o futuro traga, você sempre será meu amor verdadeiro, e sei que minha vida é melhor por causa disso".
Pra variar um pouco vou ser melosa. Mas é que não tem como não querer falar de cinco em cinco minutos que você é o amor da minha vida. Sabe aquela coisa de ‘o amor está no ar’? Eu finalmente entendi o que significa. Quando eu estou com você é impossível não ter certeza absoluta que nós nos amamos completamente. O sentimento transborda entre nós dois. Nunca pensei sentir tanta felicidade só de ver um sorriso! Hoje acordei e percebi que você estava agitado. Comecei então a fazer o que podia para te ajudar a dormir melhor. E como é maravilhoso sentir sua respiração voltar ao normal, ver seu corpo relaxar novamente. Perceber que você está ali em meus braços e esta seguro! Poderia passar horas passando minha mão pelo seu corpo, sentindo cada pedacinho seu, fazendo carinho, beijando de leve. Tudo que vem de você me fascina, me enlouquece, me deixa cada dia mais apaixonada! Nunca pensei que alguém me completaria, me transbordaria assim. Um dia tão simples, mas foi um dos melhores dias da minha vida. Simplesmente porque você estava nele e vai continuar em meus pensamentos até eu dormir, enquanto eu dormir e quando eu acordar de novo e for te ver. Você está sempre aqui comigo. Posso fechar os olhos agora e ver seu sorriso torto perfeito, o brilho que surge no seu olhar e o jeito como você entorta a cabeça para o lado. Rafael Barbosa Carrenho, obrigada! Por ser um homem que eu jurava não existir. Por me respeitar. Por me dar forças para ser sempre uma pessoa melhor. Por segurar na minha mão e seguir junto comigo para um futuro melhor. Obrigada por ser a melhor parte de mim. Obrigada, acima de tudo obrigada, por me amar e ver quem eu sou de verdade! Não esquece nunca...Que eu sou sua mulher, você é meu homem e juntos somos dois rumo ao mesmo caminho. Duas vidas que se juntam. Dois corpos que se entrelaçam. Dois corações trocados, o meu com você e o seu comigo. Não esquece que a cada dia que passa eu amo mais você!!
"Quero acordar de manhã com você do meu lado, quero chegar a noite e jantar com você. Quero compartilhar com você cada detalhe bobo do meu dia e ouvir cada detalhe do seu. Quero rir junto com você e dormir com você nos meus braços.”

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Viver não é sobreviver

Pensei muito antes de escrever esse texto. Pensei em escrever de forma motivacional. Depois seria apenas um texto contando uma historia. Mas vamos lá escrever e ver onde as palavras me levam. Hoje em dia se fala muito em feminismo e de como as mulheres são diariamente assediadas pelos homens. Então venho aqui deixar a minha parte do relato. Desde muito nova você já sabe que não pode passar em frente de construção. Porque não importa se você é bonita ou feia, magra ou gorda, nova ou velha. Eles vão mexer com você. Você aprende que passar em frente de boteco, daqueles que só tem homem, também não dá certo e começa a evitá-los mesmo que o caminho fique mais longo. Quando eu tinha então meus 15 anos, depois de muitos assovios, palavras de baixo calão e medo de passar em alguns lugares...Aconteceu. Eu estava no ponto do ônibus, indo para a escola. O ponto do primeiro ônibus era deserto até a chegada de uma mãe com a filha. Mas não demorava muito pra elas chegarem, em torno de 5 minutos depois que eu chegava. Mas nesse meio tempo um carro parou na minha frente, com apenas um homem dentro. Ele tirou seu pênis para fora e começou a se masturbar. Só parando quando o ônibus parou atrás dele e junto chegou à mãe com a filha. Eu já tinha ouvido historias, sabia que a qualquer momento ele podia sair dali e tentar me pegar à força. Mas eu fiquei paralisada pelo medo. Eu olhava as pessoas que passavam pedindo ajuda. Um homem até chegou a ver o que aquele do carro estava fazendo. Mas passou reto. Nem se dignou a olhar para mim. Achei então que a culpa era minha. Eu não podia ficar indo de shorts pra escola. Ia chamar a atenção deles. E então eu não ia poder reclamar depois. Quando meu namorado começou a me xingar eu também achei que era minha culpa. Quem mandou perguntar porque aquela mulher tava chamando ele de amor. Quem mandou falar que ele não podia me sufocar tanto e me perguntar a cada dois segundos onde eu estava, brigando se eu não respondesse. Quem, meu Deus, quem sou eu pra falar que é um absurdo que ele tenha pego um cano de metal pra bater no meu companheiro de trabalho só porque ele não queria me deixar sozinha no caixa as 23 da noite em Barão Geraldo. Então eu merecia os xingos. E quando começou a não ser o suficiente eu merecia os tapas. Eu merecia os empurrões contra a parede. Afinal porque eu iria querer ir embora depois de uma briga? Eu tinha que ficar ali e ele podia me dar chutes se fosse preciso. Então quando chegou o dia em que ele me enforcou eu sabia que seria o fim. Eu não ia errar mais. Ele não ia deixar. Estava tudo bem agora. Tentei me matar uma semana depois disso. Ele continuou a me xingar, a me bater e como eu não era nada, me estuprou quando eu disse não. Foi como renascer das cinzas. A Priscilla que eu era antes foi voltando aos poucos. A minha coragem também. Ainda demorei para conseguir tirar ele da minha vida. Mas eu consegui. E prometi a mim mesma que nenhum outro homem ia me tratar daquela forma. Alias, descobri que isso não é homem. De certa forma acho que consegui me perdoar por tudo isso. A mulher aprende desde cedo que tem que tomar cuidado com os homens. Que eles não prestam. Que eles só vão querer uma coisa com você: sexo. O que não te ensinam é que se você namorar um cara assim e deixar ele fazer isso com você...Só você mesma pode se salvar. Porque sabe...Nem todos são assim. Você vai encontrar alguém que queria fazer amor e não sexo. Aquele que vai te machucar porque quer o seu bem. Aquele que nunca vai te comparar com outra mulher porque pra ele você é única e ponto final. Aquele que sabe que um ‘não’ é simplesmente um não. Aquele que vai saber de tudo o que aconteceu na sua vida e vai dizer: você não sabe quão forte você é. E pela primeira vez na vida você vai acreditar e não duvidar nem por um segundo. Esse texto é motivacional para mim mesma. Não importa as merdas que já passou na minha vida. Não importa que um dia tudo estava tão fodido que eu não conseguia ver mais nada. O que importa é que eu fui forte e renasci. O que importa é que eu sempre vou ser forte e nunca mais desistir. O que importa é que eu encontrei alguém que me vê e gosta do que vê. E quando eu o vejo eu gosto do que eu vejo. O que importa... É que eu não preciso mais sobreviver, eu posso viver!

domingo, 4 de agosto de 2013

Aah teatro!!

Às vezes me pego sentindo uma falta imensa do teatro. Eu não era a melhor atriz, nem de longe. Mas teatro é mais do que isso. Muito mais. Eu sinto falta dos ensaios onde a gente sentava no chão e passava horas tentando decorar as falas. Onde fazíamos improvisos para testar a união do grupo. Até onde a gente conseguia salvar o outro se algo desse errado no meio da apresentação. Sinto falta da risada solta quando tinha que dar um tapa de mentira, mas ele saia forte demais. Ou quando nossa professora contava alguma historia com aquela alegria, aquela vivacidade que só ela tem. Sinto falta do dia da apresentação. Desde as 7 da manha até as 22 da noite na escola. Ensaiando. Comendo um salgado, se a ansiedade deixasse. Falta dos bastidores onde cada um tinha sua rotina. A minha era andar em círculos! Lembro de um colega que ouvia musica até a hora de entrar. Outra colega sentava no chão e abraça os joelhos. Sinto falta da nossa roda antes do publico entrar. Onde rezávamos e desejávamos merda e pernas quebradas! Mas o momento mágico, aquele que faz você se arrepiar de verdade é quando você entra no palco. Você não vê o publico, apenas uma forte luz. Mas você os sente lá, olhando, te avaliando. Só que pra você nada mais importa. O frio na barriga sumiu assim que você pisou no palco. Agora é só você e seus colegas de volta na sala de ensaio. E você não se importa se está indo mal ou bem. Porque você não é mais você, é um personagem que você criou em sua mente. Entende? Nada do que aconteça ali em cima importa. Não é você que esta ali. E a sensação de poder ser outra pessoa, viver outra historia, não precisar ter vergonha ou medo... É incrível! Então a cortina fecha e quando ela abre de novo você vê. Consegue ver toda a platéia. Você agradece os aplausos e se sente incrivelmente feliz por tudo ter terminado bem. Mas acima de tudo você sabe que nunca vai esquecer daquele momento. Tenho muitos momentos marcantes. Mas o que mais me marcou foi na peça ‘De amor’ onde o Leni cantou sua própria versão de ‘Águas de Março’. Lembro que mesmo ali em cima do palco, quando ele começou a cantar, você sabia...Simplesmente sabia, que todos ali estavam arrepiados com aquela voz, aquela magia que o teatro tem. Como eu sinto falta do teatro. O que foi no meu ensino médio minha alegria!